"O verdadeiro analfabeto é aquele que sabe ler, mas não lê." Mario Quintana

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Os 5: personagens femininos mais enigmáticos

E ai, pessoal. Tudo tranquilo?

Sabe quando você está lendo um livro e algum personagem é tão misterioso que vocês gostaria de saber mais da vida dele? Ou quando você pensa que o personagem está escondendo algo de você? Ou até mesmo que o personagem é muito mais do que ele diz? Então, é desses personagens que vou falar hoje, dando foco nelas, as mulheres misteriosas.

1 - Alasca Young - "Quem é você, Alasca?"
A participação de Alasca nessa lista é quase obrigatória. Ela nunca fala da sua vida, ninguém sabe muito sobre ela e nem sobre o seu passado. E até mesmo as coisas que ela faz e sente no presente são meio ocultas. Alguém sabe desvendar os sentimentos de Alasca? Alguém sabe no que ela está pensando? Alguém sabe o por que das suas atitudes e escolhas? Acho que só ela sabe... Ou nem ela deve saber. Alasca é enigmática e misteriosa.




2 - Lettie Hempstock - "O oceano no fim do caminho"
Eu particularmente adoro esse livro, e essa personagem então... Ela me cativou assim que apareceu na história. Fiquei meio na duvida de qual personagem desse livro eu colocaria, se seria ela ou a Ursula Monkton (ou as duas rs). Apesar da Ursula ser mal compreendida e ter suas motivações meio embaçadas, acho que o mistério dela não é tão grande quanto o de Lettie.
Lettie é uma menina aventureira, corajosa, destemida e muito parecida com sua mãe e sua avó. Ficaram varias interrogações na minha cabeça. De onde elas vieram? Elas vieram através do oceano, mas o que tinha do outro lado do oceano? Quem elas eram? O que elas eram?
Durante a história, as vezes eu pensava que as três eram uma pessoa só, outros momentos eu achava que as três trabalhavam juntos, uma como complemento da outra. Várias referencias da mitologia grega vieram na minha cabeça.
E a Lettie era a mais enigmática de todas as três, principalmente por causa daquele final...



3 - Marina - "Marina"

Há! Essa menina é um ponto de interrogação em pessoa. Ela já nos é apresentada de forma suspeita. Todo aquele jeitinho dela, todo o charme, e a teimosia em horas inusitadas, os rompantes. Huuum, sei não. Essa tal de Marina tem é coisa escondida nessa cabecinha ai.
Que Carlos Ruiz Zafón é um mestre da escrita, isso já sabemos. Mas como ele conseguiu construir um personagem tão palpável, tão instável e volátil? Marina é uma combinação de enigmas e suas motivações são ocultas em muitos momentos.




4 - Alice - Saga "As aventuras do caça-feitiço"

Conflito com a família, conflito interno. Ser boa ou ser ruim? Seguir o que está predestinado ou mudar o rumo de sua vida? Alice é um turbilhão de sentimentos, de sensações, de motivações... Ela as vezes nos engana, as vezes só tenta nos enganar. Mas na verdade, Alice não sabe muito bem o que fazer e nem como fazer. Suas atitudes são pautadas no que ela pensa achar certo. Mas e se o seu pensamento e seus conceitos do que é certo ficarem em constante mudança?
Além de confusa, Alice tem seus enigmas. Desde os segredos de família, até os favores que ela pede sem contar o porque e nem pra que. Sua confusão interna se mistura com suas atitudes e intenções, fazendo assim com que não consigamos entender o que está acontecendo com ela e nem o que ela quer.



5 - Margo - "Cidades de papel"
"Ela talvez gostasse tanto de mistério que acabou por se tornar um". Haaaaa John Green, você e esses personagens que manjam das paradas de mistério. Margo não é uma personagem muito presente no livro, mas é citada a todo momento. E as suas curtas aparições já são o suficiente para que possamos perceber que essa menina tem uma nevoa a sua volta, deixando ela na zona dos enigmas.

Margo adora brincar com as pessoas, desaparecer e deixar pistas, sumir por uns dias. E onde ela estava? Ninguém sabe. Tudo o que se sabe sobre ela é pura especulação. Rumores. Boatos. Mas se é verdade ou não? Não sabemos e nem vamos saber. Há quem diga que ela já foi integrante de um circo, outros que ela já se apresentou em um teatro com uma companhia de dança, outros dizem que ela namorou o guitarrista de uma banda famosa, mas será que é verdade mesmo???
Hahahaha, Margo, Margo. Nunca saberemos as suas verdadeiras histórias.

(Fica uma dica para o meu querido autor, John Green. Se um dia você não souber sobre o que escrever, escreva um livro contando sobre a vida da Margo, as suas aventuras, suas tramas, tudo pelos olhos dela. Ou se não for um livro completo, que seja pelo menos um conto, ou alguns contos, rsrs. Fica a dica ai.)   ;-)




É isso ai, pessoal. Espero que vocês tenham gostado. Deixem os seus comentários.
Não esqueçam de seguir o blog, curtir nossa página no Facebook para ter acesso a conteúdo extra, e nos seguir no Twitter.
Até a próxima...



...Diálogo literário...
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário